Páginas

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Carta aberta à Senhora Valdívia


Senhora Valdívia,

Eu soube hoje que a senhora declarou recentemente que a maioria das mulheres brasileiras não passa de “piranhas” e “marias-chuteiras”. Eu soube também que a senhora é chilena, um país vizinho do Brasil, avançado em várias áreas, em muitas delas até mais que o Brasil. Produz vinhos bem razoáveis, com preços honestos e recentemente mostrou ao mundo uma lição extraordinária de liderança, empenho e esforço conjunto, quando resgatou 33 mineiros praticamente condenados à morte numa mina de ouro.

Imagino que a senhora, como modelo, não tenha tido tempo de estudar muito, a ponto de identificar o tamanho do Brasil, a sua diversidade, cultura e tampouco tenha tido, ainda, condições de conversar com muitas mulheres brasileiras fora do seu mundinho – futebol e moda.

Acredito também que os seus longos cabelos louros tenham provocado uma reação química no seu cérebro, a ponto de extinguir qualquer vestígio de educação e boa conduta. Quase previsível e diante disto, permita-me, vou enumerar, sem qualquer custo, algumas dicas sobre como se comportar num país estranho à sua cidadania, quando em viagem de trabalho (do marido):

1- Quando acompanhar seu marido a algum compromisso profissional fora do seu país, procure se informar sobre a cultura, modo de vida e perfil das pessoas com as quais vai conviver; se considerar os hábitos e costumes muito diferentes dos seus, recolha-se;

2- Evite emitir opiniões que possam interferir na carreira do seu marido (o dinheiro dele deve ser importante na composição do seu orçamento, tudo indica);

3- Matricule-se numa escola de etiqueta social e contrate um consultor de imagem que possa te orientar sobre costumes e atitudes adequadas quando em países estrangeiros;

4- Procure relembrar as lições de educação que a sua família porventura lhe tenha transmitido;

5- Entenda que o trabalho do seu marido é dele e não lhe diz respeito;

6- Entenda também que a imagem institucional de um jogador de futebol é importante para o time e a sua interferência pode prejudicar a percepção do público em relação a ele e ao time;

7- Tente, apesar de suas limitações, arrumar uma atividade profissional, mesmo que não precise do dinheiro. O trabalho geralmente tem o poder de abrir a mente das pessoas, mesmo daquelas menos preparadas intelectualmente;

8- Quando num país estrangeiro, procure ler um jornal local pelo menos uma vez por semana (se isto não deixar seu cérebro exaurido, claro) para conhecer opiniões, cenários e um pouco mais sobre a atividade das pessoas (homens e mulheres) fora do futebol e moda;

9- Procure expandir seus relacionamentos além da sombra dos relacionamentos de seu marido;

10- Faça um esforço e procure entender que o assédio dos fãs aos atletas, artistas de um modo geral é muito comum em qualquer país do mundo;

11- Evite atitudes grosseiras que exponham exageradamente seu nível de educação, cultura e intelectual. Isso pode colocar seu marido numa saia-justa desnecessária;

12- Não nivele o caráter das pessoas ao seu;

13- E, finalmente, procure passar mais tempo no Chile.

Se, como a senhora, eu julgasse pelo que não conheço, diria que a senhora parece uma mulher vulgar, de inteligência limitada e pendurada na fama de outrem. Quem sabe a senhora não seja nada disso?

4 comentários:

Guida Corrêa disse...

Ah, mas uma coisa a gente não pode negar, ao olhar pra esta "senhora": de piranha e maria-chuteira ela deve entender muito bem, sim... rsrsrsrs

Silvana Destro disse...

Guida, vc pegou na veia, acertou em cheio. Disto, ela entende perfeitamente. Só errou ao classificar a maioria das brasileiras ao nível dela.

Simone disse...

eu gostei mais do nº 13...kkkkk

Lucas disse...

SILVANA,
Acho que voce esta sendo muito critica em relação a essa senhora, como boa jornalista que é, deveria saber que antes de dar a noticia tem que checar a veracidade do fato, vamos lá.
1- Será que essa senhora fala? lembre-se que ate existe primeira dama que não fala.
2- Em falando, será que essa senhora consegue ordenar algum tipo de pensamento por mais primario que seja?
3- Quando ela disse a tal frase ela não estaria digamos assim; enebriada sob efeito do vinho Chileno que certamente deve conhecer bem.
4- ou será que ele estava fazendo tipo querendo parecer inteligente como toda boa "Modelo e Atriz" e quem sabe conseguir uma ponta numa novela do SBT
desculpe a brincadeira mas seu artigo acertou na veia , parabens !